IGREJA E CONFESSIONALIDADE

A igreja cristã é chamada a confessar sua fé (Mt 10.32-33; Rm 10.9-10). Tal afirmação solene pode e deve ser expressa por meio de confissões de fé, que são afirmações dos pontos essenciais da fé cristã, com as quais se espera que os cristãos concordem.

Uma confissão de fé que tem sido empregada por igrejas independentes é a Declaração de Fé da Coalizão Evangélica (The Gospel Coalition, TGC):http://www.ministeriofiel.com.br/declaracao_fe.

A Igreja da Trindade, em São José dos Campos-SP, que adotou esta Declaração de Fé, tem estudado seus artigos em suas reuniões semanais.

Para igrejas e ministérios que adotam esta declaração de fé, recomendo o livro “O Evangelho no Centro”, organizado por D. A. Carson e Timothy Keller e publicado pela Editora Fiel, como um texto de apoio para aqueles que quiserem ensinar ou aprofundar os temas desta Declaração.

Como Carson e Keller afirmam no primeiro capítulo do livro, escrito por ambos: “Procuramos identificar e fortalecer o centro evangélico confessional. Cremos que importantes aspectos do entendimento histórico do evangelho bíblico estão a perigo de ficarem desordenados ou perdidos na maioria de nossas igrejas atuais. Isso inclui a necessidade do novo nascimento, justificação somente pela fé, e expiação pela propiciação e morte substitutiva de Cristo. Procuramos manter e fortalecer nosso entendimento dessas doutrinas, não apenas citando as grandes formulações teológicas do passado, mas também mediante continua e renovada interação com a própria Escritura, trabalhando juntos para produzir a Declaração Confessional da Coalizão Evangélica. […] Um de nossos alvos era extrair nossa linguagem tanto quanto possível da própria Bíblia. […] Para manter a unidade entre nós e persuadir os nossos leitores, procuramos expressar nossa fé, no quanto foi possível, em categorias bíblico-teológicas. […] Somos unidos pela convicção de que aquilo que nos une – os componentes doutrinários centrais do evangelho — e muito mais importante do que aquilo que nos divide” (p. 11-12, 14).

[No link da Editora Fiel a parte de “Afirmações e Negações” não faz parte da Declaração de Fé]

igreja-e-confessionalidade