A ORIGEM DO MAL: CAVEIRA VERMELHA

“Caveira Vermelha – encarnado” reconta a origem do grande inimigo do Capitão América. A história se inicia em 1923, quando a república alemã de Weimar afundou no caos, e o Partido Nacional Socialista dos Trabalhadores Alemães (Nationalsozialistische Deutsche Arbeiterpartei) lutou para chegar ao poder num país mergulhado no colapso econômico, crise política e violência implacável.

Em uma interpretação realista da história alemã, Greg Pak explora o que faz com que uma pessoa se torne um monstro. Para cada alemão que resistiu à ascensão do nazismo, houve muitos outros que a aceitaram e apoiaram, e houve também aqueles que ascenderam sob o discurso político de Adolf Hitler. Portanto, o que é apresentado ao leitor é um conto de desespero e traição, onde somente os poderosos prosperarão, não os justos ou éticos.

Nas histórias em quadrinhos da Marvel Comics o Caveira Vermelha é a personificação do ódio e do mal do início do século 20, e esta obra não oferece nenhuma desculpa para isso; na verdade, esta é apresentada de forma crua e perturbadora, ao usar como pano de fundo a Alemanha nas décadas de 1920-1930. Para alguns leitores, o uso da história da ascensão nazista pode ser muito inquietante, mas o autor intenta destacar a brutalidade política que conduziu ao surgimento do Terceiro Reich.

Se você é fã do Capitão América, ou mesmo interessado no estudo da II Guerra Mundial, esta é uma leitura obrigatória (o autor chega a oferecer uma bibliografia comentada, que serviu de base para a obra). Na verdade, este é um ótimo recurso para ajudar alunos do ensino médio a entenderem e se precaverem contra o discurso sedutor do totalitarismo, o mal político sem par do século 20.

 CAVEIRA DO MAL