LIBERDADE, LIBERDADE!

Após seis anos de infeliz governo da petista Dilma Rousseff, o que fica para a história é sua visão estreita do mundo, seu desprezo pela democracia, seu discurso vil, mentiroso, cínico. Talvez a grande frase desta senhora, que já entrou para o anedotário político, é: “Podemos fazer o diabo quando é hora de eleição”.

Dilma pertenceu ao grupo terrorista VAR-Palmares. Depois, aderiu ao PDT de Leonel Brizola. Depois ingressou no PT de Lula. Resumo de sua trajetória política: terrorismo marxista-leninista, caudilhismo brizolista e populismo esquerdista. Democracia não é algo que caia do céu. Como é que esta senhora aprenderia algo sobre república, democracia e liberdade com esta história e militância?

De toda forma, é quase com alívio que começamos a nos livrar de Dilma, com sua voz esganiçada, sua arrogância sem igual e índole totalitária. Graças a ela e seu governo incompetente e corrupto, o Brasil está economicamente quebrado com inflação a 10%, e já temos mais de dez milhões de brasileiros desempregados. E, como um dos editoriais de O Globo lembra, “o PT não inventou o assalto aos cofres públicos, é certo, mas foi com ele que a roubalheira atingiria escala industrial, ficaria sistêmica”. Portanto, como afirma o editorial do Estadão de hoje: “É hora de Dilma Rousseff começar a se preparar para o destino que o Brasil lhe reservou generosamente: o esquecimento”.

Parece que para os brasileiros não foi suficiente conhecer pelos livros os estragos que a esquerda legou à Europa Central, África e Ásia. O país precisava conhecer o petismo para entender os desastres e as fraudes do populismo esquerdista, com sua corrupção, mentiras e incompetência.

O PT e as esquerdas subestimaram a democracia. Que os brasileiros atentem para que estes, que impuseram uma cleptocracia ao país, não voltem ao poder e que continuem a ser vencidos pela democracia. Para isso, basta não votar no PT, PSOL, PSTU, PCdoB e em outras coisas esquerdo-vermelhas semelhantes a estas.

Dilma, Lula, PT, esquerdas: “Tchau!” Já vão tarde!

Que venha um novo dia! Que venha o futuro!

liberdade-liberdade