BAILE DE MÁSCARAS

O grande baile de máscaras do mal confundiu todos os conceitos éticos. Para a pessoa que vem de nosso universo conceitual ético tradicional, é realmente desconcertante que o mal possa tomar a forma da luz, da ação beneficente, da necessidade histórica, da justiça social. Para a pessoa cristã que vive a partir da Bíblia, isto justamente é a confirmação da maldade abissal do maligno.

Dietrich Bonhoeffer, Resistência e submissão (São Leopoldo: Sinodal, 2003), p. 28.

dietrich-bonhoeffer-2