RESENHA: DEUS, REVELAÇÃO E AUTORIDADE

Carl F. H. Henry foi um dos mais influentes teólogos americanos, e um dos pais fundadores do evangelicalismo. Na verdade, Billy Graham o considerava como o mais importante teólogo do movimento evangelical.

Finalmente, está sendo lançada em português, pela Editora Hagnos, sua grande obra, “Deus, revelação e autoridade”, considerada por muitos a mais importante obra teológica em língua inglesa do século 20.

Publicada em 6 volumes, o primeiro, “O Deus que fala e age”, serve como prolegômeno para o restante da série, que não se propõe a ser uma teologia sistemática, mas uma interação crítica com as muitas variantes da doutrina da revelação no pensamento teológico do século 20. Coleção indispensável em qualquer biblioteca teológica, pode ser considerada obra de nível avançado, que exige conhecimentos da filosofia e da teologia europeia do século 20 (especialmente K. Barth), com a qual dialoga criticamente.

Para aqueles que buscam uma introdução ao pensamento de Carl Henry, recomendo o apêndice de Jonas Madureira, publicado em “Teologias contemporâneas” (Edições Vida Nova), de Stanley J. Grenz e Ed L. Miller.

Foto de Franklin Ferreira.