A QUEDA DO BRASIL

Dilma Rousseff e o ano desastroso à frente

De acordo com a revista britânica The Economist, o Brasil enfrenta “um desastre político e econômico”. De acordo com a revista, o Brasil terá mais uma década perdida. Isso, como pontua o editorial de hoje d’O Globo, é culpa dos experimentos esquerdistas do PT, que almeja o Estado “dirigista, concentrador de rendas da sociedade no Estado, este aparelhado pelo partido, a fim de redistribuir o dinheiro do contribuintepara fazer o ‘bem’ aos pobres e aos empresários escolhidos para ser futuros ‘campeões nacionais’”.

Ainda de acordo com O Globo, por culpa e obra da esquerda, o país deve entrar na mais grave crise econômica desde a provocada pela Grande Depressão americana, em 1929/30. Para a reportagem da The Economist, talvez em 2020 as coisas possam melhorar.

Apesar do cenário político e econômico tenebroso, a revista britânica considera que o afastamento de Dilma Rousseff será um desastre, pois os petistas provocarão o caos no país – como se estes e seus auxiliares de extrema-esquerda (PSOL, PCdoB, etc) não tivessem disposição de “fazer o diabo quando é hora de eleição” (como disse Dilma Rousseff), para não deixar o poder em 2018.

Dilma é a presidente com maior rejeição na história recente do Brasil. Juntamente com Lula, ela é a responsável pelo desastre econômico brasileiro. A sua deposição seria motivo de festa nas ruas e de alívio no mercado financeiro e nos setores produtivos brasileiros.

Que Deus nos abençoe neste novo ano, e nos conceda de sua misericórdia e bondade, renovando nosso amor e devoção por ele. E que nos agracie com sabedoria e provisão em tempos difíceis.

a-queda