1889

Mais um excelente livro de Laurentino Gomes – depois dos badalados “1808” e “1822”, em “1889” o autor best seller traça a história da proclamação da república no Brasil. O que se destaca é que a noção de democracia, deste os primórdios do país, tem sido vista como um estorvo pelas lideranças nacionais. Se hoje nos flagela o esquerdismo, no passado foi o positivismo, a noção de que uma ditadura republicana teria a tarefa de reformar a sociedade de cima para baixo, já que “a enorme massa da população, pobre, analfabeta e ignorante, teria de ser conduzida e controlada pela elite republicana, por ainda não estar pronta para participar ativamente do processo de transformação”. E o autor ainda afirma: “Como ideologia política, (…), as ideias de Comte teriam um impacto enorme e duradouro na história republicana. Alguns estudiosos chegaram a estabelecer ligações entre elas e a Revolução de 1930, liderada pelo gaúcho Getúlio Vargas, ele próprio um ex-adepto do positivismo. Da mesma forma, haveria no golpe militar de 1964 um eco positivista tardio, tão profundamente arraigado no pensamento militar estaria a ideia de um grupo iluminado capaz de conduzir de forma ditatorial os rumos da perigosamente instável República brasileira.” Leitura imperdível!

 11149570_839536989453384_3047402044074722755_o