O Século

LEITURAS DE FÉRIAS I

Há muito tempo li O Buraco da Agulha e A Chave de Rebeca, de Ken Follet, e gostei muito dos dois livros, assim como dos filmes (não li Pilares da Terra, mas gostei muito da minissérie; já a continuação, Mundo Sem Fim, foi muito ruim). Por conta das minhas leituras sobre o século 20, resolvi ler a trilogia O Século. Follet se propõe a acompanhar cinco famílias (americana, russa, inglesa, alemã e galesa) do começo do século 20 ao início do século 21.

O primeiro volume, que cobre os anos da I Guerra é muito bom. Acompanha-se os anos 1910-1920 de várias perspectivas, com destaque para a descrição da batalha do Somme, a revolução russa e da guerra civil que se seguiu. Os personagens são bem construídos, e um ponto de destaque é que a família galesa é metodista, e as descrições de cultos, orações, pregação, são tocantes (ao mesmo tempo que o autor deixa clara sua antipatia por ortodoxos e católicos, assim como pelos aristocratas ingleses e russos). Infelizmente, os outros dois volumes não mantiveram a qualidade e promessas do primeiro volume.11025180_806901486050268_835959130108722544_n